Fabricando bicos para as iscas de pet

Ola,

Aqui estou na fabricação de bicos para instalar nas iscas de garrafa pet, basta um cabo de madeira de vassoura, e cortar “toquinhos” de 5cm fazer um furo na lateral de forma que não passe para o outro lado e na ponta faça um furo que encontre com esse outro furo que fez na lateral, bem fotos valem mais que mil palavras

E para ajudar na captura deixo estes bicos mergulhado em “feromônio” de abelha sem ferrão, como os mesmos são de madeira ficam impregnados com o cheiro.

Abraços.

Melgueira jataí

Ola,

Apenas para mostrar a eficiência a última “gaveta”das 3 “gavetinhas” de mel da jataí está quase cheira, como não pretendo fazer divisão este ano, acredito que no final de dezembro e ou inicio de janeiro vou tirar mel dessa caixa e mosto para vocês um passo a passo como é simples a retirada mel desse modelo de caixa.

 

Estou passando por umas mudanças pessoais na vida, e está muito corrido estou cheio de novidades para postar, estas duas fotos ai em cima foram tirada no inicio de novembro de 2014 então acredito que esta melgueira já esteja cheia.

Abraços.

Abelha iraí depois da transferência

Ola,

Uma semana depois da transferência que fiz da iraí para uma caixa INPA.

caixa_irai_evolucao

Ainda possui um pouco de cera aveolada que ofereci ao fazer a transferência, mas elas já dominaram todo o espaço da caixa e o enxame está indo muito bem neste modelo de caixa que é feita para mandaçaia, ou seja 15x15cm (medidas internas). Esta caixa vai ficar apenas com o ninho e sobreninho, segundo alguns “beieiros” ao coloca o próximo módulo que seria a melgueira elas costumam a fechar a passagem para esta caixa.

Abraços.

Transferencia Iraí

Ola,

Aproveitei o fim de semana de sol com um pouco de vento infelizmente, mas nada atrapalhou a transferência de uma abelha iraí, esta em uma caixa muito grande, esta caixa que é de aproximadamente 20 anos, decidi então transferir para uma caixa modelo INPA que irá facilitar a divisão no futuro.
Tive que utilizar ferramentas bruscas para poder chegar até o ninho, a cera desta abelha é dura e seca e muito difícil de retirar, mas com paciência e devagar consegui remover o ninho sem danifica-lo.

Esta era a caixa em que estavam, já com a tampa removida:
cxmirim01

Aqui consegui acesso ao ninho:
cxmirim02

Já na nova caixa:
cxmirim04

E colocada no local, decidi colocar de volta o túnel de acesso, facilitou bastante elas encontrarem a entrada:
cxmirim05

Não é uma abelha que faz muito mel, porem é um mel com um sabor bem característico da espécie, não sou bom para descrever o sabor que ele tem só provando para descobrir, fiquei com muita cera, (como pode ver na foto abaixo) onde pretendo realizar um beneficiamento da mesma junto com cera de abelha apis, mas ai vou estar consultando o mestre e xará Daniel do Meliponário Jardim se é possível tal coisa.

cxmirim03

Abraços.

Visita ao Meliponário Jardim

Ola,

Este fim de semana tive o prazer de visitar novamente o meu amigo e xará Daniel do Meliponário Jardim, nos fizemos a divisão de uma uruçu nordestina e uma mandaçaia, os enxames estavam muito forte que inclusive as uruçu estavam bravas que nos beliscavam a onde podia, fora o cafuné no cabelo.

Na sequencia está as mandaçaia e uruçu:

manda02

manda01

uru03

uru02

uru01

Para finalizar uma melgueira de uruçu nordestina, olhem o tamanho dos postes de mel, observem que o “reservatório” de trato é um fundo de frasco de detergente:

meluru01

 

Infelizmente a qualidade das fotos deixam a desejar (celular ECA) Só sei que depois de sair da casa dele no próximo fim de semana não passa, vou dividir as minhas mandaçaia.

Abraços.

Caixa inteligente de jataí do Sr. Ailton Fontana

Ola,

Como sabem peguei um enxame de jataí na pet que expliquei neste outro post, e que este iria instalar na caixa inteligente que o Sr. Ailton Fontana desenvolveu que também expliquei neste outro post aqui.

Chega de bla bla bla e vamos para fotos

Caixa jataí

Como podem ver na imagem abaixo o penúltimo “módulo” já se encontra com potes de mel, pois o outro  “módulo” mais abaixo que também é melgueira está lotado de mel e pólen por estar mais próximo ao ninho, o lance aqui é que as três caixas de cima ficarem com mel, como podem observar na foto acima ela ainda não está com mel mas assim que esta caixa abaixo lotar de mel elas vão “pular” para esse de cima.

Caixa jataí

E por último sobraram os “módulos” de ninho e sobre ninho:

Caixa jataí

Não destaquei estes  “módulos” para não atrapalhar as meninas, fazer com que elas tenham todo o trabalho de refazer as ceras etc… apesar da jataí ser muito trabalhadoras.
A praticidade deste tipo de caixa não é muito diferente ao meu ver com as caixas modelo INPA a vantagem neste é que você tem a possibilidade de inserir divisões de plástico para cada módulo, com isso consegue-se remover os módulos sem que rompa potes de pólen e mel e nem preciso dizer que a divisão de enxames neste caso é bico! Você leva dois módulos deste sendo um com mel/pólen e o outro ninho lembrando que este tem que conter discos maduros e que contenham uma realeira.

Abraços.

Bombom de pólen na caixa

Ola,

Depois de alguns dias inseridos os bombom de pólen na caixa das mandaçaia e jataí vejam como ficou:

caixa de jataí

caixa mandaçia

As jataí já se encarregaram  de fazer um buraco no bombom, as mandaçaia envolveu a bola com uma pouco de cera delas, não sei se fizeram algum buraco e depois tamparam em fim sei que 1 semana depois de ter colocado fui olhar a caixa nem sinal do bombom já tinham consumido tudo, lógico que ganharam outro rsss. Este post já era para ter sido escrito a algumas semanas mas a próxima postagem vou mostrar como está o desenvolvimento do enxame de Jataí que capturei na garrafa pet e instalei na caixa inteligente do Sr. Ailton Fontana.

Abraços.